From Manipulation to Empowerment: A Conversation [EN/PT]

in Proof of Brain5 months ago (edited)

The Importance of Talking About Manipulation

The difference between a manipulative person and one who isn't is how a manipulative person repeats their behavior time and time again, while a healthy individual improves upon their mistakes.

Manipulation is just a tool, and like every tool, it can be harnessed for both harmonious and destructive intents. There's a social construct around it that ends up demonizing people just for talking about it, which actually harms those who are vulnerable to it. Information is key to protecting your mind from toxicity!

Three Conscious Manipulative Attitudes and One that Isn't

The first kind is when you want something from the other person, so you actively seek out the best way to get them to do what you want. You might even start a relationship just to feed off of them somehow. Your goal is to create a reaction solely for your own interest. This is malicious manipulation. People who always do this are cunning but never loyal.

The second kind of manipulation is when you don't know you're doing it. You're so focused on your own emotions that you fail to realize the consequences of your actions. You have a feeling for what's going to come next, but you've never rationalized it. You follow your emotional impulses seemingly on a whim. This is unconscious manipulation. It's common for someone who frequently does this to play the victim afterward to justify their actions.

The third kind of manipulation hits differently! When you know a person is going to be offended by an opinion because it triggers their emotions or because they're very intolerant of the idea you would like to bring up, you hide it from them because you don't want to cause distress to them or even to yourself, maybe because your day was already exhausting. This is like a white lie, which is selfish, but the whole point is to avoid harm. It's not always passable, but it's essential to everyday life.

What Looks Like Manipulation, But Isn't

And then there's the self-questioning of "Is this manipulation at all?" This goes through the mind of a responsible, healthy person who's being truthful and directly honest but also fully aware of the consequences of their actions in other people's lives. They know they're going to get what they want after they say what they're going to say, and they know they're not harming anyone or concealing the truth. It's the best course of action. However, they're so responsible and self-aware that they question their righteousness.

"Is this really healthy? Am I secretly harboring ill intent I don't perceive in myself? Am I being manipulative?" This questioning isn't followed by justification but through the analysis of each element of a situation. By the end of rationalizing the evidence, a healthy person will conclude either that there's really no harm and proceed without guilt, getting what they want from what's really just a positive interaction for both sides, or that they're wrong and will not do anything, or if it's already done, they will apologize and improve themselves.

Don't censor conversation

Understanding manipulation and its different faces can make our relationships and interactions healthier. When we spot these behaviors, we give ourselves the chance to make better choices while avoiding harmful interactions.

It's important to talk openly about manipulation and not make it a taboo topic. As we do that, we can become more aware of our actions and feelings. In the end, this helps us build a kinder and more understanding society where we all learn and grow from our experiences, becoming better people along the way.


A Importância de Conversar Sobre Manipulação

A diferença entre uma pessoa manipuladora e uma que não é está na forma como a pessoa manipuladora repete seu comportamento vezes e vezes, enquanto um indivíduo saudável melhora seus erros.

A manipulação é apenas uma ferramenta, e como toda ferramenta, pode ser usada tanto para propósitos harmoniosos quanto destrutivos. Existe uma construção social em torno dela que acaba demonizando as pessoas apenas por falarem sobre isso, o que na verdade prejudica aqueles que são vulneráveis a ela. A informação é fundamental para proteger sua mente da toxicidade!

Três Atitudes Manipulativas Conscientes e Uma que Não É

O primeiro tipo é quando você quer algo da outra pessoa, então busca ativamente a melhor maneira de fazê-la fazer o que você quer. Você pode até mesmo iniciar um relacionamento apenas para se aproveitar deles de alguma forma. Seu objetivo é criar uma reação apenas para seu próprio interesse. Isso é manipulação maliciosa. Pessoas que sempre fazem isso são astutas, mas nunca leais.

O segundo tipo de manipulação é quando você não sabe que está fazendo isso. Você está tão focado em suas próprias emoções que não percebe as consequências de suas ações. Você tem um pressentimento do que vai acontecer a seguir, mas nunca racionalizou isso. Você segue seus impulsos emocionais aparentemente por capricho. Isso é manipulação inconsciente. É comum alguém que faz isso frequentemente se fazer de vítima depois para justificar suas ações.

O terceiro tipo de manipulação é diferente! Quando você sabe que uma pessoa ficará ofendida por uma opinião porque isso desencadeia suas emoções ou porque são muito intolerantes à ideia que você gostaria de levantar, você a esconde deles porque não quer causar angústia a eles ou mesmo a si mesmo, talvez porque seu dia já foi exaustivo. Isso é como uma mentira branca, que é egoísta, mas o objetivo é evitar danos. Nem sempre é aceitável, mas é essencial para a vida cotidiana.

O Que Parece Manipulação, Mas Não É

E então há a autopergunta de "Isso é manipulação de alguma forma?" Isso passa pela mente de uma pessoa responsável e saudável que está sendo verdadeira e diretamente honesta, mas também está plenamente consciente das consequências de suas ações na vida das outras pessoas. Eles sabem que vão conseguir o que desejam depois de dizer o que vão dizer, e sabem que não estão prejudicando ninguém nem ocultando a verdade. É a melhor conduta. No entanto, eles são tão responsáveis e conscientes de si mesmos que questionam sua própria pureza.

"Isso é realmente saudável? Estou secretamente abrigando más intenções que não percebo em mim? Estou sendo manipulador?" Essa dúvida não é seguida por justificação, mas sim pela análise de cada elemento de uma situação. Ao final de racionalizar as evidências, uma pessoa saudável concluirá que ou não há realmente nenhum dano e seguirá sem culpa, conseguindo o que desejam em uma interação realmente positiva para ambos os lados, ou que estão errados e não farão nada, ou se já fizeram algo, pedirão desculpas e se aprimorarão.

Não Censure a Conversa

Entender a manipulação e suas diferentes faces pode tornar nossos relacionamentos e interações mais saudáveis. Quando identificamos esses comportamentos, nos damos a chance de fazer escolhas melhores e evitar interações prejudiciais.

É importante falar abertamente sobre manipulação e não torná-la um tópico tabu. Ao fazer isso, podemos nos tornar mais conscientes de nossas ações e sentimentos. No final, isso nos ajuda a construir uma sociedade mais gentil e compreensiva, onde todos aprendemos e crescemos com nossas experiências, nos tornando pessoas melhores ao longo do caminho.


images' source
https://pixabay.com/pt/photos/fumaça-alguns-casal-dançando-dançar-2571739/
https://pixabay.com/pt/illustrations/brasil-bandeira-em-círculo-1763627/

Sort:  

Obrigado por promover a Língua Portuguesa em suas postagens.

Vamos seguir fortalecendo a comunidade lusófona dentro da Hive.

Metade das recompensas dessa resposta serão destinadas ao autor do post.

Vote no @perfilbrasil para Testemunha Hive.

Congratulations @felipejoys! You received a personal badge!

Happy Hive Birthday! You are on the Hive blockchain for 6 years!

You can view your badges on your board and compare yourself to others in the Ranking

Check out our last posts:

Our Hive Power Delegations to the September PUM Winners