Humans' Role on Earth - An Acultural Perspective [EN/PT]

in Proof of Brain5 months ago (edited)

Monkey business

Throughout the long history of our planet, humans have often been seen as a big deal. But, when we take a closer look, it seems like we might be giving ourselves a bit too much credit. In fact, when we consider the whole story of Earth, it becomes clear that humans might not be as important as we think.

One common criticism of humans is that we've messed up nature and hurt the environment. Critics say we've done a lot of damage. But, here's the thing: this isn't just a human problem. Any species that becomes the top dog in the food chain tends to change its surroundings. Dinosaurs, for example, were huge creatures that ate a lot and changed the world around them even more than we have. Archaeologists have found evidence that these ancient giants had a big appetite and sometimes left nature struggling to recover.

Some people see humans as being really bad or evil, and that comes from a story we've been telling ourselves for a long time. It's the idea that humans are special, and that's why we're sometimes seen as uniquely evil. But if we take a step back and look at other species, like the Koko gorillas which average an IQ between 70 and 90, placing them very close to the european average of 100, it makes you wonder: are we really that much smarter? The answer might surprise you. When it comes to thinking abilities, we might not be as exceptional as we like to think.

Sure, humans have made a lot of progress with technology and society, but it's important to remember that not everyone has played an equal part in this. Most of the big advancements have come from a few really smart folks, not from all of us. Feeling like you're part of a big accomplishment is one thing, but it doesn't mean everyone had the same role. So, saying that all of human achievement is thanks to the whole species overlooks the fact that some people have done a lot more.

In the end, when we look at humans in the grand scheme of Earth's history, we might not be as significant as we thought. Labeling us as uniquely destructive or evil overlooks the fact that any species at the top of the food chain changes its environment. And when we talk about intelligence, we're not necessarily the smartest cookies in the jar. Recognizing the different contributions of individuals to human progress reminds us that we should have a more down-to-earth view of our place in Earth's history.


PORTUGUÊS

Negócio de macaco

Ao longo da longa história do nosso planeta, os humanos têm sido frequentemente vistos como algo importante. Mas, quando olhamos mais de perto, parece que estamos nos dando crédito demais. Na verdade, quando consideramos toda a história da Terra, fica claro que os humanos podem não ser tão importantes quanto pensamos.

Uma crítica comum aos humanos é que bagunçamos a natureza e prejudicamos o meio ambiente. Os críticos dizem que causamos muitos danos. Mas o problema é o seguinte: este não é apenas um problema humano. Qualquer espécie que se torne o líder da cadeia alimentar tende a mudar seu ambiente. Os dinossauros, por exemplo, eram criaturas enormes que comiam muito e mudavam o mundo ao seu redor ainda mais do que nós. Arqueólogos encontraram evidências de que esses gigantes antigos tinham um grande apetite e às vezes deixavam a natureza lutando para se recuperar.

Algumas pessoas veem os humanos como sendo realmente maus ou maus, e isso vem de uma história que contamos a nós mesmos há muito tempo. É a ideia de que os humanos são especiais e é por isso que às vezes somos vistos como exclusivamente maus. Mas se dermos um passo atrás e olharmos para outras espécies, como os gorilas Koko, que têm um QI médio entre 70 e 90, o que os coloca muito perto da média europeia de 100, ficamos a pensar: seremos realmente assim tão mais inteligentes? A resposta pode surpreender você. Quando se trata de habilidades de pensamento, podemos não ser tão excepcionais quanto gostamos de pensar.

Claro, os humanos fizeram muitos progressos com a tecnologia e a sociedade, mas é importante lembrar que nem todos desempenharam um papel igual neste processo. A maioria dos grandes avanços veio de algumas pessoas realmente inteligentes, não de todos nós. Sentir-se parte de uma grande conquista é uma coisa, mas não significa que todos tiveram o mesmo papel. Portanto, dizer que todas as realizações humanas se devem a toda a espécie ignora o facto de que algumas pessoas fizeram muito mais.

No final, quando olhamos para os humanos no grande esquema da história da Terra, podemos não ser tão significativos como pensávamos. Rotular-nos como exclusivamente destrutivos ou maus ignora o facto de que qualquer espécie no topo da cadeia alimentar muda o seu ambiente. E quando falamos de inteligência, não somos necessariamente os biscoitos mais inteligentes do pote. Reconhecer as diferentes contribuições dos indivíduos para o progresso humano lembra-nos que deveríamos ter uma visão mais realista do nosso lugar na história da Terra.


image source https://pixabay.com/pt/photos/compondo-macaco-mulher-rir-sépia-2925179/

Sort:  


Your post was manually curated by @michupa.
banner_hiver_br_01.png

Delegate your HP to the hive-br.voter account and earn Hive daily!

🔹 Follow our Curation Trail and don't miss voting! 🔹

Obrigado por promover a Língua Portuguesa em suas postagens.

Vamos seguir fortalecendo a comunidade lusófona dentro da Hive.

Metade das recompensas dessa resposta serão destinadas ao autor do post.

Vote no @perfilbrasil para Testemunha Hive.