Running in circles.

in Reflections3 months ago

This publication was also writen in SPANISH and PORTUGUESE.

circles.jpg

Inc. Magazine

December is known worldwide because of the Christmas festivities, and also because it is the last month of the year in the calendar of practically every country in the world. However, far beyond that, December is a month that has a kind of “energy” that, in some way, provokes a lot of reflection in people. Basically, it is in this very month that people tend to make a more complete (and substantial) assessment of the year that is ending, and everything they have managed to do so far.

In the midst of dreams and goals that were or were not achieved over these twelve months, there is a mixed feeling of frustration and, at the same time, of duty fulfilled in so many aspects (sad and happy). In general, many people have a more complete view of their goals at the end of a year, because it is as if it were the finish line for one year to the detriment of the next year that is already arriving (faster and faster, in fact), bringing infinite possibilities full of opportunities for all of us.

Stopping to think about it for a moment, doesn't it seem like people tend to go in circles when they leave to have these personal moments of reflection at the end of the year? What is so special about the last month of the year compared to other months? Religion, mysticism or just a behavioral reflection that reflects the interests of the current society? Ultimately, there is no concrete answer, but there are concrete situations that help to understand this pre-defined scenario.

It seems to me that, in an almost systematic way, everything is present within a repetitive narrative, which, however justifiable it may be, is still something “programmed” to happen and make people look for better opportunities to be happy (both personally when professionally). Obviously, this is not wrong and each person carries out these searches in ways that suit them, but always doing the same thing and expecting different results sounds like a “waste” of time.

At the end of the day, I know that all of this is something very personal, but I always see this pattern of reflection happening precisely in December, and precisely because it is the month that is between the “old” and the “new” (when we think about a “temporal separation” between one year and the next), there is favor over this more massive reflection on the part of millions of people. In any case, reflecting on our gains, losses, successes, mistakes, dreams and goals is more than something necessary in any month, it is something vital.


Corriendo en círculos.

Diciembre es mundialmente conocido por las festividades navideñas, y también porque es el último mes del año en el calendario de prácticamente todos los países del mundo. Sin embargo, mucho más allá de eso, diciembre es un mes que tiene una especie de “energía” que, de alguna manera, provoca mucha reflexión en las personas. Básicamente, es en este mismo mes cuando la gente suele hacer un balance más completo (y sustancial) del año que termina, y de todo lo que han logrado hacer hasta ahora.

En medio de sueños y metas que se cumplieron o no a lo largo de estos doce meses, hay un sentimiento mixto de frustración y, al mismo tiempo, de deber cumplido en tantos aspectos (triste y feliz). En general, muchas personas tienen una visión más completa de sus objetivos al final de un año, porque es como si fuera la meta de un año en detrimento del año siguiente que ya está llegando (cada vez más rápido, en de hecho), trayendo infinitas posibilidades llenas de oportunidades para todos nosotros.

Parando un momento a pensarlo, ¿no parece que la gente tiende a dar vueltas cuando sale a tener esos momentos personales de reflexión de fin de año? ¿Qué tiene de especial el último mes del año respecto a otros meses? ¿Religión, misticismo o simplemente un reflejo conductual que refleja los intereses de la sociedad actual? En definitiva, no hay una respuesta concreta, pero sí situaciones concretas que ayudan a comprender este escenario predefinido.

Me parece que, de manera casi sistemática, todo está presente dentro de una narrativa repetitiva, que por muy justificable que sea, no deja de ser algo “programado” para suceder y hacer que las personas busquen mejores oportunidades para ser felices (tanto personalmente cuando profesionalmente). Evidentemente, esto no está mal y cada uno realiza estas búsquedas de la forma que más le convenga, pero hacer siempre lo mismo y esperar resultados diferentes suena a “pérdida” de tiempo.

Al final del día, sé que todo esto es algo muy personal, pero siempre veo que este patrón de reflexión ocurre precisamente en diciembre, y precisamente porque es el mes que está entre lo “viejo” y lo “nuevo” (cuando pensamos en una “separación temporal” entre un año y el siguiente), millones de personas favorecen esta reflexión más masiva. En cualquier caso, reflexionar sobre nuestras ganancias, pérdidas, aciertos, errores, sueños y metas es más que algo necesario en cualquier mes, es algo vital.


Correndo em círculos.

Dezembro é um mesmo mundialmente conhecido por causa das festividades do Natal, e também por ser o último mês do ano no calendário de praticamente todos os países do mundo. No entanto, muito além disso, dezembro é um mês que tem uma espécie de “energia” que, de alguma maneira, provoca bastante reflexões nas pessoas. Basicamente, é nesse justamente mês que as pessoas costumam fazer um balanço mais completo (e substancial) do ano que está terminando, e tudo o que elas conseguiram fazer até então.

No meio de sonhos e metas que foram ou não realizadas ao longo desses doze meses, existe um sentimento misto de frustração e ao mesmo tempo, de dever cumprido em tantos aspectos (tristes e felizes). Em geral, muitas pessoas tem uma visão mais completa sobre seus objetivos no final de um ano, porque é como se fosse a linha de chegada para um ano em detrimento do próximo ano que já está chegando (cada vez mais rápido, aliás), trazendo infinitas possibilidades repletas de oportunidades para todos nós.

Parando um pouco para pensar sobre isso, não parece que as pessoas costumam andar em círculos quando elas deixam para ter esses momentos pessoais de reflexão justamente no final do ano? O que há de tão especial no último mês do no ano em comparação aos outros meses? Religião, misticismo ou apenas um reflexo de ordem comportamental que reflete os interesses da sociedade vigente? Enfim, não existe uma resposta concreta, mas existem situações concretas que ajudam a entender esse cenário pré-definido.

Me parece que, de uma maneira quase sistemática, tudo se faz presente dentro de uma narrativa repetitiva, que por mais justificável que ela seja, ainda sim é algo “programado” para acontecer e fazer as pessoas buscarem por melhores oportunidades de serem felizes (tanto pessoalmente quando profissionalmente). Obviamente que isso não é errado e cada pessoa faz essas buscas das maneiras que convém a elas, mas fazer sempre o mesmo esperando resultados diferentes soa como um “desperdício” de tempo.

Ao final do dia, eu sei que tudo isso é algo muito pessoal, mas eu sempre enxergo esse padrão de reflexão acontecendo justamente em dezembro, e justamente por ser o mês que está entre o “velho” e o “novo” (quando pensamos em uma “separação temporal” entre um ano e o outro), haja um favorecimento sobre essa reflexão mais massiva por parte de milhões de pessoas. De qualquer forma, refletir sobre os nossos ganhos, perdas, acertos, erros, sonhos e metas é mais do que algo necessário em qualquer mês, é algo vital.

Sort:  

Obrigado por promover a comunidade Hive-BR em suas postagens.

Vamos seguir fortalecendo a Hive

Metade das recompensas dessa resposta serão destinadas ao autor do post.

Vote no @perfilbrasil para Testemunha Hive.

Tudo na vida tem um recomeço, o inicio de novo ciclo. O nascer do sol marca o inicio de um novo dia, assim como o movimento de translação da terra, que dura 365, 5 horas e 48 minutos, este marca o inicio de um novo ciclo, de um novo ano.

Boa observação.


Your post was manually curated by @Shiftrox.
banner_hiver_br_01.png

Delegate your HP to the hive-br.voter account and earn Hive daily!

🔹 Follow our Curation Trail and don't miss voting! 🔹